Arquivo | fevereiro, 2014
Imagem

As inscrições para o Intercom Nordeste estão abertas a partir de hoje, 26 de fevereiro

26 fev

O Intercom Nordeste 2014 (XVI Congresso de Ciências da Comunicação na Região Nordeste será realizado de 15 a 17 de maio de 2014 na Universidade Federal da Paraíba – UFPB, em João Pessoa – PB. 

Os interessados em apresentar trabalhos devem ficar atentos aos prazos de inscrições que iniciam hoje dia 26/02 e vão até 31/03/14 para os estudantes e pesquisadores interessados em apresentar trabalhos no Congresso, para isso, o estudante deve escolher onde se inscrever na EXPOCOM ou no Intercom Junior.

A Expocom é a Exposição de Pesquisa Experimental em Comunicação, um prêmio destinado aos melhores trabalhos produzidos por alunos de graduação em Comunicação Social. A premiação é dividida em três etapas – local, regional e nacional – e para um trabalho participar ele deve ser indicado pela Instituição de Ensino Superior na qual foi produzido. 

O Intercom Júnior  é a Jornada de Iniciação Científica em Comunicação, espaço acadêmico destinado a acolher os trabalhos elaborados nos cursos de graduação, seja em projetos de iniciação científica (PIBIC), laboratórios didáticos, trabalhos de campo ou oficinas experimentais e que tenham orientação de um professor da respectiva instituição.

O Centro Acadêmico, logo após o carnaval, divulgará o formulário de inscrição no ônibus da Universidade Federal da Bahia para os estudantes que tem interesse em participar do Congresso. Fiquem ligados!!!!

inscrições para o intercom

Intercom nordeste valor

Imagem

RÁDIO KIRIRI CRIA NOVOS CONTEÚDOS DIRETO DA ALDEIA MIRANDELA

25 fev

RADIOKIRIRI02

Ativando a comunicação, uma nova etapa de oficinas radiofônicas acontece na Rádio Kiriri até 1º março, no sertão da Bahia

 No ar desde 2012, a Rádio Kiriri transmite direto da Aldeia Mirandela, no sertão da Bahia, distante pouco mais de 300 km da capital Salvador. Entre os meses de fevereiro e maio, a Rádio Kiriri realiza o 2º Ciclo de Oficinas Radiofônicas com formação para produção de conteúdos informativos, educativos e culturais na Aldeia Kiriri com apoio da Assessoria de Culturas Digitais da Secretaria de Cultura da Bahia (SecultBA). A primeira etapa de atividades, que vai até 1º março, começou no último dia 23/02.

 A rádio recebeu o transmissor e as primeiras oficinas de formação pela parceria com o Coletivo Rádio Amnésia e o apoio do Programa BNB Cultural. Os conteúdos produzidos nesta primeira etapa são distribuídos em outras rádios e pela internet, no site da Rádio Kiriri (http://radiokiriri.wordpress.com). São vinhetas, spots e música indígena que trazem mais diversidade para a nossa comunicação.

 A Rádio Kiriri transmite em baixa potência e é uma experiência que tem transformado o cotidiano não só da aldeia como de seus vizinhos. O locutor Gilberto Kiriri relata que pequenos comerciantes locais têm procurado a rádio para anúncios e noticias. Seja para comunicar uma reunião da comunidade indígena, transmitir uma partida do futebol da aldeia, informar sobre o calendário da escola indígena ou espalhar que a tapioca e o mel estão sendo distribuídos; a rádio está no ar!

 Nesta fase, a programação da Rádio Kiriri será complementada por uma nova etapa de produção de conteúdos com vinhetas, spots, entrevistas que irão circular na rádio e também em veículos parceiros, rádios livres, públicas e comunitárias.

 A Rádio Kiriri é também uma experiência diferente e inovadora. Não só por trazer uma programação étnica, como pouco se vê na comunicação brasileira, mas, como aponta o produtor do projeto, Sérgio Melo, por ampliar o debate sobre a democratização da mídia e do direito a comunicação a partir do olhar e da interação de outros atores, que “não são especialistas nos debates que vem sendo realizados nessa área, mas podem contribuir com uma experiência viva, independente, e que pode servir de exemplo e estímulo para que grupos adotem estratégias de comunicação integradas a outras formas de organização social”.

 Na legislação brasileira, há apenas três anos foi concedido a indígenas e quilombolas o direito de administrarem rádios comunitárias.

 A Rádio Kiriri na Aldeia Mirandela, como comunicação indígena livre, é também uma inspiração para outros povos, segundo relata o cacique Marcelo Kiriri, articulador da rádio na Aldeia Mirandela. “Muitos acreditam que só existe rádio em cidades, mas nós aqui na Rádio Kiriri comunicamos com toda a aldeia. E quando a gente fala da rádio com outros povos ninguém acredita, mas é verdade”, afirma.

 KIRIRI

No sertão da Bahia, a Terra Indígena Kiriri tem limites com os municípios de Banzaê, Quijingue e Ribeira do Pombal. São cerca de 2.100 índios no território demarcado e homologado desde 1990 depois de um histórico de lutas nos em que os Kiriri expulsaram cerca de 1.200 não-índios da Terra Indígena. Kiriri significa povo “calado”, “taciturno”, mas apesar da linguística, tem levado sua voz cada vez mais longe, através das ondas do rádio.

Imagem

ROBERTO ARGOLO FALA À COMISSÃO DA VERDADE DA UFBA

20 fev

oitiva

*Por Vanice da Mata

O depoimento do professor aposentado do Instituto de Física, Roberto Argolo, à Comissão Milton Santos de Memória e Verdade ontem, 18.02, revelou a trajetória de um homem entrecortado por restrições e agressões – físicas e verbais – em decorrência de sua atuação política dentro da vida da Universidade Federal da Bahia (Ufba) contra a ditadura civil-militar que se instalou no Brasil em 31 de março de 64. Para além de compreender o espaço da Universidade como meio para desenvolvimento exclusivo de atributos técnico-formais, o professor iniciou depoimento na terceira oitiva reconhecendo que sua contribuição acadêmica, à época, veio a reboque de sua luta contra o regime marcado pela violação dos direitos humanos e liberdades individuais.

Apoios e prisões – Argolo foi preso duas vezes: em 31 de março, quando ficou recolhido durante 120 dias; e em julho de 1975, quando foi vítima de torturas físicas por parte dos militares. Afirmou ter vivenciado perseguição e agressão verbal dentro e fora da Ufba e apontou, em vários momentos dentro da vida universitária, alinhamento de parte de colegas – sobretudo de professores da Escola Politécnica e da Reitoria, naquele período – com o governo que se instalava. Nos tempos mais difíceis reconheceu o apoio de instituições como a Sociedade Brasileira de Física (SBF), da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), e até de professores e pesquisadores estadunidenses. Na vida acadêmica, teria no Instituto de Física da Universidade Federal o espaço solidário para desenvolver suas ideias e projetos, lugar do qual só saiu aposentado. Ao final do seu depoimento, mediado por Olival Freire Júnior (professor e membro da Comissão Milton Santos), o professor Roberto Argolo declarou: “a vida acadêmica é muito bonita quando há algo a se fazer por ela”. Perder la ternura – jamás.

Próxima audiência – A quarta oitiva está prevista para o dia 18 de março, na Faculdade de Comunicação às 14 h, mas a Comissão Milton Santos de Memória e Verdade ainda divulgará os nomes dos novos depoentes. São membros da Comissão o técnico-administrativo Umberto Bastos, os estudantes Jéssica Santos e Leandro Coutinho; além dos professores Emiliano José, Ilka Bichara, Iracy Picanço, João Augusto de Lima Rocha e Othon Jambeiro, que também a preside. A Comissão, instituída em dezembro de 2013, já ouviu depoimentos de Manoel Castro, José Carlos Capinan, Amilcar Baiardi, José Afonso Maia e Sérgio Gaudenzi, membros da comunidade da Ufba entre 1964 e 1988. Pessoas que desejem colaborar enviando informações e documentos do período podem entrar em contato com a comissão via e-mail (comissaoverdade@ufba.br) ou pelo website www.comissaoverdade.ufba.br.

*Estagiária de Jornalismo da Comissão Milton Santos de Memória e Verdade

Imagem

CUAL promove segunda sessão do Cine Avuadora na sexta-feira, 21

19 fev

Filmes baianos independentes serão exibidos gratuitamente na Sala Walter da Silveira, a partir das 19h

Cine Avuadora. Cartaz de divulgação

Cine Avuadora. Cartaz de divulgação

Dando continuidade ao projeto Cine Avuadora, o Coletivo Urgente de Audiovisual (CUAL) promove a segunda sessão do cineclube na próxima sexta-feira, 21. A exibição acontece em um dos templos do cinema baiano, a sala Walter da Silveira, nos Barris, em Salvador, a partir das 19h. Nessa sessão, o público poderá conferir os filmes “No Seu Giro, Corpo Leve”, “Dançando, Mas Tô Andando”, “Procurando Rita” e “As aventuras de Paulo Bruski”. A entrada é gratuita.

Os filmes reunidos dialogam dentro de um olhar aprofundado sobre personagens específicos que ilustram e revelam, através do cotidiano, o seu posicionamento em um macroespaço, influenciando ou sendo influenciado. Mais uma vez, após a exibição, o público poderá participar de um debate junto com os realizadores, mediado pelo crítico de cinema João Carlos Sampaio.

O Cine Avuadora nasceu a partir de uma necessidade da criação de espaços na Bahia para a exibição e o debate de filmes brasileiros independentes, feitos, muitas vezes, com o mínimo de recursos. Trata-se de uma alternativa, não apenas para ampliar os canais de exibição dessas produções, mas também para fomentar o debate e a aproximação entre o público e os realizadores.

A iniciativa integra o projeto de Ações Continuadas do grupo, contemplado pelo edital Setorial de Audiovisual através da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SECULT) em 2013. Ao longo do ano de 2014, serão realizadas diversas sessões itinerantes em Salvador e interior.

A primeira sessão do Cine Avuadora foi realizada no dia 18 de janeiro, no Solar Boa Vista. Na ocasião, foram exibidos os filmes “Lapso”, “Arremate” e “Otto Recicla”, sendo este último uma produção do próprio CUAL. O público, que compareceu em grande número, protagonizou um rico debate com os realizadores, mediado pela crítica de cinema Amanda Aouad. Ao final, a galera pôde curtir o som do bluegrass do músico Gigito.

Coletividade

A ideia do CUAL é praticar “um cinema que prioriza o processo e o encontro, a criticidade e a (re)invenção”. A afirmação de Ramon Coutinho, um dos membros do coletivo, ilustra a fórmula de trabalho do grupo, que, ao longo de três anos, já rendeu bons frutos, com a realização de inúmeros curtas-metragens, produção de vídeos e participação em festivais baianos e nacionais.

Além dos filmes, o CUAL frequentemente promove mostras, com trabalhos próprios e de convidados, além de oficinas de produção de baixo custo. Contemplado pelo edital setorial de Audiovisual do Estado com um projeto de ações continuadas, o grupo executará em 2014 diversas atividades na área (exibição, produção e oficinas), buscando contribuir e mobilizar o meio audiovisual no estado.

O coletivo – formado por Ramon Coutinho, Álvaro Andrade, Marcus Curvelo, Bianca Muniz, Danilo Umbelino, Deise Valente, Bruno Guimarães, Francisco Gabriel Almeida, Luan Santana Marques e Carlos Baumgarten – agrega ainda parceiros das mais diversas áreas, como os músicos Vítor e Paulo Rios, do Conjunto de Câmara da Escola de Música (Emus) da Universidade Federal da Bahia (Ufba), Camará, que já fizeram trilhas para os curtas do grupo.

CUAL marcou presença também no CineFacom, projeto realizado pelo Centro Acadêmico Vladimir Herzog

CUAL marcou presença também no CineFacom, projeto realizado pelo Centro Acadêmico Vladimir Herzog

Serviço

O que? Cine Avuadora

Quando? 21 de fevereiro de 2014, a partir das 19h

Onde? Sala Walter da Silveira, Rua General Labatut, nº 27, subsolo, Barris

Quanto? De graça

Informações? cualcinema@gmail.com

Imagem

Próxima Reunião Ordinária de Conselho Universitário acontece nessa quinta (20)

19 fev

cropped-placa-cafacom3.jpg

Reunião ordinária do Conselho Universitário, a realizar-se no dia 20/02 (quinta-feira), das 14 às 17h, na Sala dos Conselhos do Palácio da Reitoria, com a finalidade de apreciar os itens relacionados na Ordem do Dia em anexo.

 

 

Ordem-do-Dia-20.02.2014

Imagem

Abertas as inscrições para o 2º Curso Estado de Jornalismo Esportivo

18 fev

logo_2_curso_estado_de_jornalismo_esportivo_300_site_vale

 

Estão abertas as inscrições para o 2º Curso Estado de Jornalismo Esportivo e o processo seletivo, com provas online, vai até o próximo dia 11 de março pela página www.estadao.com.br/focas. Se você está no 4º ano de jornalismo de faculdades que ficam nos Estados que receberão a Copa ou se formou em dezembro de 2013, não perca a oportunidade. São 24 vagas.

O programa gratuito terá duração de uma semana – de 1º a 8 de abril, em São Paulo, com atividades em período integral, que incluem palestras e aulas com alguns dos principais nomes do jornalismo esportivo, além de entrevistas coletivas com atletas e atuação complementar no núcleo de Esportes do Grupo Estado. Os selecionados que forem de outras localidades receberão passagens aéreas até a capital.

Durante o curso, os alunos com melhor avaliação serão convidados a integrar a Seleção Universitária Estadão, que vai realizar a cobertura colaborativa da Copa no portalwww.estadao.com.br. Esses jovens farão reportagens em suas cidades, mostrando detalhes da torcida, o movimento nas ruas e no entorno dos estádios. Sempre orientados por editores que estarão em São Paulo. O trabalho sem vínculo empregatício terá duração de dois meses, entre maio e julho, e o projeto conta com parceria do Itaú.

Para realizar a inscrição será preciso entrar na página dos Cursos Estado de Jornalismo, que redireciona para o ambiente específico para a seleção. Os candidatos têm de incluir seu currículo e passar por testes online de conhecimentos esportivos, português e inglês. Eles vão, ainda, justificar o interesse pelo curso e escrever um texto de 1.500 caracteres sobre uma partida de futebol a que tenham assistido recentemente. O resultado da seleção sai no dia 15 de março. Acompanhe mais novidades também no Facebook dos Cursos (CursosEstadodeJornalismo).

Requisitos

* Estar cursando o 4º ano de Jornalismo ou formados em dezembro de 2013 em faculdades dos seguintes Estados: SP, RJ, MG, PR, RS, DF, MT, BA, PE, RN, CE e AM
* Idioma: Inglês avançado/fluente

Informações referentes ao curso

* Vagas: 24 vagas
* Investimento: Gratuito
* Período: 1 semana (1/4 a 8/4), integral
* Local: Sede – S. A. O Estado de S. Paulo / São Paulo
* Ajuda de custo: Passagem aérea de ida e volta e restaurante interno (almoço e jantar)
* A hospedagem no período do curso é de responsabilidade do aluno

Calendário – 2014

* Período para cadastro de currículo e realização de teste online: 17/2 a 11/3
* Divulgação dos selecionados: 15/3
* Curso: 1/4 a 8/4

Imagem

Qualicultura inaugura sede no Forte do Barbalho

15 fev

GESTÃO CULTURAL SALVADOR 18 E 19 DE FEVEREIRO DE 2014

No mês de fevereiro o Projeto Qualicultura inaugura sede no Forte do Barbalho e pela primeira vez visita o território Bacia do Paramirim em Macaúbas.

CURSO DIA E HORÁRIO CIDADE/território LOCAL
Gestão cultural 18 e 19 de fevereiro Salvador _ Região Metropolitana Forte do Barbalho próximo ao Barbalho
Elaboração de projetos culturais 25 e 26 de fevereiro Macaúbas – Bacia do Paramirim.  Prédio da FAMAC- Ponto de Cultura. Rua José Aurélio Pereira

No mês de fevereiro, o Projeto Qualicultura inaugura nova sede no Forte Nossa Senhora do Monte do Carmo, Rua Aristides Ático, s/nº. Salvador/BA. Mais conhecido como Forte do Barbalho. Esta nova etapa do projeto dará suporte a implementação do Escritório Bahia Criativa, rede de centros de apoio aos empreendedores e profissionais criativos promovida pelo MinC em parceria com os estados, com enfoque similar ao Qualicultura. O atendimento será de segunda a sexta das 9h 12h 15h às 19h.

Ainda neste mês os cursos para empreendedores da área cultural e criativa voltam acontecer, dessa vez visitando pela primeira vez o território de identidade Bacia do Paramirim na cidade de Macaúbas no dia 25 e 26 com o curso de Elaboração de Projetos Culturais. Também em Salvador na sede do projeto no Forte do Barbalho acontece o curso de Gestão Cultural nos dias 18 e 19. Os cursos são ofertados de maneira totalmente gratuita e que têm carga horária de 16 horas e oferecem certificados.

O Projeto Qualicultura é uma parceria da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia – SECULT com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas – SEBRAE, que entram em cena como objetivo promover a qualificação de empreendimentos, estimular a profissionalização de seus agentes e disseminar informações para um maior engajamento do setor criativo no estado.

O Qualicultura promove capacitações e orientações para gestores culturais, empreendedores criativos, artistas, produtores, organizações não governamentais, profissionais liberais, entidades e indivíduos que atuem nos setores criativos como: música, gastronomia, design, cultura digital, moda, publicidade, artes cênicas, artes visuais, culturas populares, artesanato, mercado editorial, arquitetura, TV e rádio, animação e jogos eletrônicos, entre outros. Desde 2012, foram realizados Cursos, Consultorias e Encontro Temáticos que beneficiaram aproximadamente 1500 pessoas.

As inscrições na cidade de Macaúbas para o curso de Elaboração de Projetos Cultural podem ser feitas com 1 hora antes da realização do curso.

Maiores informações e inscrições para o curso em Salvador pelo e-mail: projeto.qualicultura@ba.sebrae.com.br, ou pelo telefone (71) 3117-1448.

Acompanhe o Projeto Qualicultura em:

www.sebrae.com.br

www.cultura.ba.gov.br

PROJETO QUALICULTURA
(71) 3321-9652 / 3321-9507
projeto.qualicultura@ba.sebrae.com.br
Rua das Laranjeiras, 28, cs 2, Terreiro de Jesus, Pelourinho.
Salvador – Ba. Cep: 40026-230.

%d blogueiros gostam disto: